Indústria 11/08/2020 17:19

Rede voluntária coordenada pelo SENAI entrega mais de 2 mil respiradores consertados a hospitais

A solidariedade de mais de 700 voluntários de rede coordenada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) fez a diferença na vida de milhares pessoas em todo o Brasil.

A solidariedade de mais de 700 voluntários de rede coordenada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) fez a diferença na vida de milhares pessoas em todo o Brasil.

Desde que a pandemia do novo coronavírus atingiu o país, 2.007 mil ventiladores pulmonares foram consertados gratuitamente e devolvidos a instituições de saúde em 24 estados e no Distrito Federal. No Rio Grande do Norte, já foram devolvidos 13 aparelhos recuperados de Natal e Caicó.

A estimativa é cada equipamento possa salvar até dez vidas durante seu prazo de utilização.

O SENAI-RN realizou a manutenção de 131 respiradores e equipamentos hospitalares para 14 instituições de saúde.

“Fizemos a manutenção de respiradores e diversos outros equipamentos hospitalares, que em momento crítico acabavam por deixar leitos indisponíveis. E quanto à população carente, na produção com recursos próprios de máscaras de tecido e face Shields para distribuição na capital e no interior”, afirma o diretor regional do SENAI-RN, Emerson Batista.

Emerson explicou que ao longo do período o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI-RN) realizou 22.514 matrículas; produziu diretamente 67 mil máscaras de tecido e 4 mil protetor facial face shield que foram produzidos e distribuídos para 40 instituições beneficiadas.

“Durante todo o período de pandemia o SENAI tem dedicado esforços seja para otimizar nosso tempo, mesmo os laboratórios das unidades operacionais escolares estando fechadas, mas deixando todo o ciclo de ensino dentro daquilo que poderia ser realizado, sem as práticas, de forma contínua, com acompanhamento, tutoria e monitoria dos nossos professores, instrutores e gestores de unidades”, afirma.

Ele acrescenta que no aspecto dos serviços tecnológicos nos mantivemos constantemente ativos, e dentro de algumas impossibilidades de atuação junto às indústrias, partimos para a atuação mútua de ajuda à comunidade em geral, especialmente à comunidade hospitalar e população carente.

“Isso nos fortalece humanitariamente e mostra que o SENAI está à disposição de todos para o crescimento do Rio Grande do Norte. Todas as ações somaram-se às do SENAI em todo o Brasil”, destaca o diretor.

RESPIRADORES

Os aparelhos, importantes no tratamento de doentes graves da Covid-19, estavam sem uso e foram restaurados graças à união de 28 instituições e empresas.

Desde 30 de março, quando a Iniciativa + Manutenção de Respiradores passou a trabalhar, foram recebidos em todo o país 3.989 respiradores em todo o país, dos quais 951 estão em manutenção e 173 passam por calibração, última etapa antes da devolução ao serviço de saúde.

A maioria dos equipamentos restaurados precisava de novas peças para voltar a operar.

“A iniciativa de consertar esse equipamento hospitalar fundamental para salvar as vidas de quem tem as formas mais graves da doença contribui de forma expressiva para o árduo trabalho que está sendo realizado pelos profissionais da saúde e para reduzir a necessidade de importação do equipamento”, avalia o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade.

Fonte: Assessoria

Ricardo Rosado

Descrição Jornalista