Brasil 03/08/2020 09:49

Trecho da BR-101 ganha viaduto para a passagem do mico-leão-dourado

Este domingo, 02 de agosto, marca o Dia do Mico-Leão-Dourado, um primata endêmico brasileiro oriundo da Mata Atlântica do Rio de Janeiro.

Este domingo, 02 de agosto, marca o Dia do Mico-Leão-Dourado, um primata endêmico brasileiro oriundo da Mata Atlântica do Rio de Janeiro.

Para celebrar a simbólica data, foi inaugurado o primeiro viaduto vegetado do país, um marco da conservação da biodiversidade nacional que contribuirá para o futuro da espécie.

Com orçamento de R$ 9 milhões, a obra, que teve início em 2018, está localizada no km 218 da BR-101, em Silva Jardim, município pertencente às Baixadas Litorâneas do estado do RJ.

Ela foi concluída na última segunda-feira (27/07) pela Arteris Fluminense, concessionária responsável pela administração da via.

Com o intuito de ligar a Reserva Biológica Poço das Antas, um dos principais habitats do mico-leão-dourado, à Área de Proteção Ambiental Rio São João/Mico-Leão Dourado, o viaduto recebeu o plantio de mudas nativas da mata atlântica e possui uma cerca de condução de fauna.

O trecho onde foi construído o viaduto foi escolhido de maneira estratégica, após a realização de um mapeamento, que identificou os locais com maior sensibilidade ambiental e com altos índices de atropelamento de animais.

Luís Paulo Ferraz, secretário executivo da Associação Mico-Leão-Dourado (AMLD), ressalta a importância das florestas de baixada existentes no interior do RJ.

Segundo ele, esses locais são os únicos no mundo onde há habitação de micos.

No futuro, devido ao crescimento da vegetação no viaduto, os animais poderão utilizá-lo para travessia, tornando a ação mais segura e permitindo o encontro deles com os demais micos que estavam em isolamento em outros fragmentos da Mata Atlântica.

Esse encontro, inclusive, é de fundamental importância para a reprodução da espécie, pois irá contribuir para um intercâmbio genético, diminuindo, assim, o cruzamento entre parentes e, consequentemente, os problemas em relação à consanguinidade.

Fonte e fotos: Diário do Rio

Ricardo Rosado

Descrição Jornalista