Brasil 03/08/2020 09:39

Pedir pra fechar STF e Congresso é livre expressão, diz Miro Teixeira

O ex-ministro e ex-deputado federal Miro Teixeira (Rede-RJ), 75 anos, integrante do Congresso que elaborou a Constituição de 1988, afirma que pedidos retóricos pelo fechamento do Legislativo e do STF (Supremo Tribunal Federal) estão abrigados no direito à liberdade de expressão.

O ex-ministro e ex-deputado federal Miro Teixeira (Rede-RJ), 75 anos, integrante do Congresso que elaborou a Constituição de 1988, afirma que pedidos retóricos pelo fechamento do Legislativo e do STF (Supremo Tribunal Federal) estão abrigados no direito à liberdade de expressão.

“É diferente dizer ‘eu vou dar 1 soco na cara de 1 ministro do Supremo’, porque entra no terreno da ameaça”, afirma Teixeira em entrevista ao jornalista Fernando Rodrigues, apresentador do programa Poder em Foco, uma parceira editorial do SBT com o jornal digital Poder360.

Teixeira também fala sobre a reação do Supremo aos ataques sofridos pela Corte. Diz que o projeto concebido para coibir fake news em discussão no Congresso é “atraso” e que os presidentes da Câmara e do Senado estão com muito poder por causa do sistema de votação remota.

O ex-deputado rechaça a ideia de que a democracia esteja em risco no Brasil. Diz que o presidente Jair Bolsonaro, em seu trato com a imprensa, não reduz a liberdade de expressão, mas apenas impõe sua pauta. Teixeira também declara que os Correios não devem ser privatizados.

Deu em Poder360

Ricardo Rosado

Descrição Jornalista