Governo Federal 20/05/2020 10:46

Saúde divulga protocolo para uso de cloroquina em pacientes leves com covid

Antes mesmo da liberação dos resultados do estudo sobre eficácias e efeitos da cloroquina em pacientes com o novo coronavírus, o Ministério da Saúde divulgou as orientações para o uso do medicamento inclusive no tratamento precoce da doença.

Antes mesmo da liberação dos resultados do estudo sobre eficácias e efeitos da cloroquina em pacientes com o novo coronavírus, o Ministério da Saúde divulgou as orientações para o uso do medicamento inclusive no tratamento precoce da doença.

Caberá ao ministro interino, general Eduardo Pazuello, que não é médico e nem tem expertise na área, assinar a normatização, o que deve ser confirmado ainda nesta quarta-feira (20/05).

O texto elaborado por técnicos da pasta ressalta que é competência do Ministério da Saúde acompanhar, controlar e avaliar as ações e os serviços de área, desde que respeitadas as competências estaduais e municipais, como estabelece a Constituição.
Considera, ainda, “que até o momento não existem evidências científicas robustas que possibilitem a indicação de terapia farmacológica específica para a covid-19”. No entanto, justifica a escolha da cloroquina e da hidroxicloroquina para normatização devido “a existência de diversos estudos e a larga experiência do uso”.
Além da publicação do documento, no Diário Oficial já foram liberados vários extratos de compra da cloroquina, com a dispensa de licitação, como possibilita a legislação em período de emergência de saúde. Nesta quarta-feira (20/05), mais quatro empresas foram incluídas para fornecer a droga, com contratos no valor total de mais de R$ 313 mil.
Deu no Correio Braziliense
Ricardo Rosado

Descrição Jornalista

todos os blogs